II SEMINÁRIO NACIONAL DE SHUAIJIAO 2018

IMG_20180212_114320_processed

É com grande alegria que anunciamos o nosso II Seminário Nacional de Shuaijiao que ocorrerá nos dias 7, 8 e 9 de setembro de 2018 na Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas (FEF-UNICAMP). Esse evento é mais um que organizamos com o objetivo de difundir a prática do shuaijiao através de fundamentos científicos e pedagógicos, sempre focando da capacitação de professores que desejam trabalhar ou conhecer essa modalidade.

As atividades ocorrerão no Lab-FEF da FEF-UNICAMP, onde temos uma excelente sala de aula teórica e uma área oficial de luta olímpica para as aulas práticas. Contamos ainda com a participação de professores com grande experiência acadêmica e em artes marciais para nos proporcionar momentos de troca de conhecimento e desenvolvimento de novas perspectivas para a prática e a gestão de nosso trabalho com o shuaijiao.

Vejam as informações detalhadas a seguir.

PERÍODO DE INSCRIÇÕES: De 20 de junho à 30 de julho de 2018.

DATA DO EVENTO: 07, 08 e 09 de Setembro de 2018.

LOCAL: FEF-UNICAMP.

CRONOGRAMA:

Dia 7 de setembro de 2018

  • 7:30 às 8:30 – Credenciamento – sala de lutas do LabFEF;
  • 8:30 às 10:00 – Workshop de Introdução à prática do Shuaijiao (Prof. Mafra, Prof. André e Prof. Agnaldo) – sala de lutas do LabFEF;
  • 10:15 às 12:00 – Palestra Ambientes de Aprendizagem: Evidências e Diálogo com a Prática de Lutas (Prof. Pedro Pires) – sala de aula teórica do LabFEF;
  • 12:00 às 14:00 – Almoço;
  • 14:00 às 16:30 – Curso de formação em Shuaijiao Módulo 1 (Prof. Mafra e Prof. André) – sala de lutas do LabFEF;
  • 14:30 às 16:00 – Identificação e avaliação técnica em lutas de competição (Prof. Marcelo Antunes) – sala de aula teórica do LabFEF;
  • 16:45 às 18:00 – treino técnico fechado para membros do Grupo Shuaijiao Brasil (Prof. Marcelo Antunes) – sala de lutas do LabFEF.

Dia 8 de setembro de 2018

  • 8:00 às 10:00 – O ensino das lutas na formação de professores de Educação Física: um ensaio crítico a partir da dialética sujeito-objeto e da experiência docente (Prof. Thiago Ferreira de Borges) – sala de aula do LabFEF;
  • 10:15 às 12:30 – Curso de gestão de academias de artes marciais (Prof. Arlindo A. Baião Júnior) – sala de aula do LabFEF;
  • 12:30 às 14:00 – Almoço;
  • 14:00 às 16:30 – Curso de formação em Shuaijiao Módulo 2 (Prof. Marcelo Antunes, Prof. Mafra e Prof. André) – sala de lutas do LabFEF;
  • 16:45 às 18:00 – treino técnico aberto aos participantes inscritos no seminário (Prof. Marcelo Antunes) – sala de lutas do LabFEF.

9 de setembro de 2018

  • 8:00 às 10:00 – Curso de formação em Shuaijiao Módulo 3 (Prof. Marcelo Antunes, Prof. Mafra e Prof. André) – sala de lutas do LabFEF;
  • 10:15 às 12:00 – Palestra Shuaijiao e MMA: possíveis aproximações (Prof. Marcelo Antunes) – sala de aula do LabFEF;
  • 12:00 às 13:30 – Almoço;
  • 13:30 às 15:30 – Curso de formação em Shuaijiao Módulo 4 (Prof. Marcelo Antunes, Prof. Mafra e Prof. André) – sala de lutas do LabFEF;

 

INVESTIMENTO:

INVESTIMENTO*Obs. 1: Os treinos técnicos serão pagos separadamente no dia da atividade, porém, deverá ser feito o preenchimento desse item na ficha de inscrição.

**Obs. 2: Os valores dos Combos e da credencial VIP poderão ser divididos em 2x ou 3x sem juros.

***Obs. 3: A credencial VIP não inclui o treino técnico.

****Obs. 4: Os valores das palestras e/ou cursos deverão ser depositados depositados na conta corrente descrita abaixo durante o período de inscrição, no mesmo dia do preenchimento da ficha de inscrição. Os valores da credencial VIP ou dos Combos que forem divididos em duas ou três parcelas deverão ser depositados na conta abaixo respeitando o primeiro pagamento na data do preenchimento da ficha de inscrição e o último pagamento deverá ser realizado no local do evento durante o credenciamento. Esse último pagamento deverá ser feito em dinheiro ou em cheque.

*****Obs. 5: Os estudantes de graduação deverão apresentar comprovante de estar matriculado em seus cursos no semestre 2018.2 durante o credenciamento.

******Obs. 6: Os comprovantes de pagamento devem ser enviados para o email shuaijiaobrasil@gmail.com com a informação do nome e CPF do inscrito.

  • Banco Bradesco
  • Agência 6897
  • Conta corrente 18420-9
  • Em nome de Marcelo Moreira Antunes. CPF 82154872700

 

Clique AQUI para preencher sua ficha de inscrição.

 

MAIORES INFORMAÇÕES  E DÚVIDAS: Email: shuaijiaobrasil@gmail.com – Whatsapp: (21) 981829736.

PALESTRANTES:

Professor Marcelo Moreira Antunes – Doutor em Educação Física, praticante de artes marciais chinesas desde 1983, professor de shuaijiao desde 1999. Atualmente é professor Adjunto da Universidade Federal Fluminense no curso de educação física ministrando as disciplinas Lutas 1 e Lutas 2, entre outras. Desenvolve pesquisas em pedagogia das lutas e em cultura e história das artes marciais. Líder do Grupo de pesquisa CEPLAMEC/UFF-CNPq em Artes Marciais e Esportes de Combate. Também ministra palestras e cursos de formação em Shuaijiao em diversos estados do Brasil.

Professor Pedro P. Pires – Doutor em Psicologia pelo Programa de Pós-graduação em Psicologia da UFRJ (PPGP-UFRJ), com Programa de Doutorado Sanduíche pela University of Maryland – School of Public Health. Professor Adjunto da Universidade Federal Fluminense, da cadeira de Psicometria e Avaliação Psicológica. Pesquisa em elaboração de instrumentos de avaliação aplicados ao contexto forças armadas, avaliação de projetos educacionais e métodos psicométricos. Praticante do estilo Shaolin do Norte desde 1998, de Tai Chi Chuan Yang desde 2007 e de Shuaijiao desde 2008, todos sob a supervisão do professor Marcelo Antunes.

Professor Thiago Ferreira de Borges – Licenciado e bacharel em Educação Física. Possui especialização e mestrado em Filosofia pela UFMG e atualmente é doutorando em Filosofia pela mesma instituição. É professor do curso de Educação Física do Centro Universitário de Sete Lagoas – UNIFEMM, desde 2009, trabalhando com as disciplinas de Lutas, Sociologia das práticas corporais, dentre outras.  É praticante de arte marcial chinesa a mais de vinte anos, com formação em Shuaijiao (9º Deng) e no estilo Shaolin do Norte.

Professor Julio Cesar Mafra – Possui graduação em Educação Física pela Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP). É praticante de artes marciais a mais de 30 anos, tendo experiência em Judô, além de formação em Shaolin do Norte e em Shuaijiao. Atualmente é diretor técnico da Confederação Brasileira de Shuaijiao. É graduado 8º Deng em Shuaijiao (2016).

Professor André Lins M. Coelho – Tem graduação em Engenharia Civil e Pós-graduação em Geotécnica. Pratica artes marciais desde 1995, com formação e Shaolin Norte (2005), Shuaijiao (2006) e Sanda (2008). É graduado 8º Deng em Shuaijiao (2016). Atualmente é Diretor de Arbitragem da Confederação Brasileira de Shuaijiao. Também é praticante de Kickboxing e Jiujitsu desde 2010.

Professor Agnaldo Santana de Almeida – É Graduando em Filosofia pela Uninter. Autor de diversas obras literárias. É praticante de artes marciais desde 1988, tendo formação em Gungfu Praying Mantis Seven Stars, Taichi chuan e Shuaijiao. Também se formado faixa preta em Taekwondo (2004). Atualmente compõe o Conselho Fiscal da Confederação Brasileira de Shuaijiao.

Professor Arlindo Antônio Baião Júnior – Tem graduação em educação física pela Universidade de Jaguariúna (2014) e Pós-graduação em desporto de combate pela Universidade de Coimbra, Portugal (2015). É fundador da Alliance Jaguariúna onde atua como professor de judô e Jiujitsu. É membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Pedagogia em Lutas da FEF-UNICAMP. Atualmente é praticante de Shuaijiao.

 

Anúncios

Atualização técnica em Beijing Shuaijiao (Beijing Wrestling) 2018

APRIMORAMENTO TÉCNICO 2018

O projeto ATUALIZAÇÃO TÉCNICA EM BEIJING SHUAIJIAO (BEIJING WRESTLING) é uma atividade de atualização técnica, ensino, pesquisa e formação das lutas, artes marciais e esportes de combate, especificamente da modalidade Shuaijiao (chinese wrestling). Este evento está ligado à disciplina de LUTAS e ao Grupo de Estudos e Pesquisas em Lutas (GEPL) da FEF-UNICAMP. E conta ainda com o apoio do Grupo Shuaijiao Brasil e da Confederação Brasileira de Shuaijiao. Continuar lendo

VOCÊ SABE FAZER AS PEGADAS CERTAS NO JIAOYI?

Imagem 18

Não é incomum vermos atletas fazendo pegadas no jiaoyi de forma errada, ou como se faz normalmente em outras modalidades de luta como o judô e o jiujitsu, só para citar as mais conhecidas. Com uma breve passeada pelo Facebook ou pelo Youtube podemos perceber diversas pegadas erradas, o que dificulta a aplicação dos fundamentos do Shuaijiao. Então, vamos refletir um pouco sobre isso. Continuar lendo

2018 SERÁ AINDA MAIS INTENSO

logo shuaijiao pb2

O Grupo Shuaijiao Brasil sempre pensando no desenvolvimento dos seus membros, organizou um calendário cheio de atividades, treinos, aulas e eventos para o intercâmbio e aprimoramento constante da qualidade do Beijing Shuaijiao. Sem falar das aulas regulares nas escolas, associações e academias do nosso grupo. Também fechamos parcerias com outras organizações e instituições de ensino superior para que nossas atividades sejam repletas de qualidade técnica e acadêmica. Assim, vejam o que temos para 2018, e é óbvio, sempre podemos atualizar. Continuar lendo

2017 FOI UM ANO INTENSO PARA O GRUPO SHUAIJIAO BRASIL

2017 foi um ano intenso. Não há outra forma de adjetivá-lo. Principalmente para o Grupo Shuaijiao Brasil. Essa é a minha percepção particular. Depois de no fim de 2016 a confederação Brasileira de Shuaijiao ter sido fundada (26/11/2016), muitas coisas aconteceram e fizemos parte da maioria delas. Continuar lendo

O SHUAIJIAO NO IV SIMPÓSIO NACIONAL DE LUTAS – 2017

WhatsApp Image 2017-12-03 at 17.38.37 (1)

No fim de semana dos dias 2 e 3 de dezembro de 2017, em Botafogo, no Rio de Janeiro aconteceu o IV Simpósio Nacional de Lutas, Artes Marciais e modalidades de combate. Esse é um evento acadêmico de difusão das artes marciais, um dos poucos eventos exclusivos de Artes Marciais e Esportes de combate, tem abordagens no ensino, história e treinamento. Continuar lendo

CAMINHOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO SHUAIJIAO NA CHINA

SHUAIJIAO 7

Para o contínuo desenvolvimento do Shuaijiao na China e consequentemente no mundo os professores e organizações chinesas tem grandes desafios. No programa Chá de Shuaijiao do canal de mídia Xin Huiwen de Beijing, os Mestres Lian Dejin e Ma Jianguo respondem a algumas dessas questões que se impõem ao Shuaijiao na atualidade. Além de explicar diversos outros pontos sobre o shuaijiao como, características técnicas, treinamentos, ensino e competições. Vejam a entrevista completa no link clicando AQUI.

O EFEITO PERVERSO DA FORMAÇÃO FAST FOOD NO SHUAIJIAO BRASILEIRO (PARTE 2)

Como vocês podem perceber esse tema tem muitos desdobramentos e, para melhorar o diálogo, preferi dividir o texto em partes. Nessa segunda parte vou abordar algumas questões que são periféricas ao problema da formação Fast Food no Brasil, especificamente no Shuaijiao. Começo enumerando essas questões e depois vou explorar cada uma delas. São elas:

  • O tempo necessário para o aprendizado se consolidar;
  • A relação necessária entre professor e aluno;
  • A presunção que saber algum estilo de kungfu é pré-requisito ou autoriza alguém a ensinar Shuaijiao;
  • E o efeito deletério do ensino quando aquele que pretende ensinar não tem os requisitos fundamentais para ser um professor de Shuaijiao.

Continuar lendo

SHUAIJIAO TRADICIONAL VERSUS SHUAIJIAO ESPORTIVO: UM FACTÓIDE CRIADO NO BRASIL

Marcelo Moreira Antunes

img015-2

Capa do livro Bainien Jingjiao. Autobiografia do Mestre Li publicada em 2015.

Para começar a discutir o Shuaijiao no Brasil é necessário recuperar a memória de sua introdução e seu desenvolvimento por aqui. Iniciando-se durante a primeira metade da década de 1990, pelas mãos dos professores Roberto Batista e Li Wingkay, ambos pela linhagem do Mestre Chang Dongsheng, de Taiwan, via Estados Unidos da América (EUA). O Professor Roberto, também conhecido como Betão, aprendeu Baoding Shuaijiao com o mestre John Wang no Texas e o Professor Li Wingkay aprendeu Baoding Shuaijiao com o mestre Daniel Weng, também nos EUA. Ambos os mestres aprenderam com o Mestre Chang Dong Sheng em Taiwan, a partir do modelo de ensino e conteúdos que foram organizados para atender as demandas da academia de policia daquele país, após a queda da primeira república da China em 1949. Mestre Chang Dong Sheng era partidário do Kuomintang, e com a queda do regime de Chian Kai Shek, teve que fugir para Taiwan junto com alguns compatriotas. Continuar lendo

VIAGEM A BEIJING DE 2016: A CONTINUIDADE DA APRENDIZAGEM E DO TRABALHO COM O SHUAIJIAO

Marcelo Moreira Antunes

Desde o ano de 2008 iniciei minhas viagens à China, especificamente para a cidade de Beijing, para aprofundar meus estudos sobre o Shuaijiao, que se iniciaram em 1993. Sobre esse início na década de 1990 já teci alguns comentários em outros posts e também os descrevi mais detalhadamente no livro Introdução ao Shuaijiao: teoria e prática que publiquei em 2014. Assim, vou me concentrar nessa última viagem, pois ela sela alguns processos de aprendizagem e relacionamentos internacionais que se iniciaram em 2008. Entretanto, farei apenas um sumário, porque me aprofundarei nos temas importantes em futuras postagens específicas Aguardem!.

Essa viagem, última de um total de quatro, teve a duração de 25 dias entre saída e retorno do Brasil. Foram exatos 21 dias de muito aprendizado na China na companhia do meu amigo Júlio Mafra. Posso até afirmar que essa foi a melhor de todas que já realizei para meus estudos, pois, foi cheia de surpresas e novidades. Novas pessoas e lugares, novas técnicas e teorias. Novas histórias e experiências para contar. Novas amizades que se consolidaram nesses dias intensos da “Trip Shuaijiao 2016”.

Já na chegada a Beijing, tivemos uma excelente recepção do nosso amigo Gu Shen e sua simpática namorada. Jantamos em um ótimo restaurante perto da Avenida do Imperador (Qianmen Dajie).

No dia seguinte partimos para a Mongólia Interior para participarmos do Campeonato Nacional Universitário de Shuaijiao. A princípio não sabíamos que era um campeonato nacional. Pensávamos inicialmente que era um campeonato regional e não um campeonato com essa envergadura. Ficamos na cidade de Xilin Gele durante 5 dias.

Essa cidade está distante de Beijing sete horas e meia de carro em estrada muito bem pavimentada que cruza parte das estepes mongóis. Participamos dos bastidores da organização do campeonato, do curso de arbitragem que preparou os árbitros para atuarem no evento, conhecemos diversos dirigentes do Shuaijiao chinês, além de vários mestres de renome nacional e internacional. Em um post específico vou detalhar essa parte da viagem, pois ela foi muito rica e diversificada.

Voltamos para Beijing e continuamos o treinamento iniciado em Xilin Gele. Foram seções diárias de treinamento com o Mestre Ma Jianguo. Ele nos deu apenas os domingos de folga para passeios de turismo. Também tivemos aula com o Mestre Li Baoru, que inclusive nos presenteou com o seu mais recente livro, autografado, lançado em dezembro de 2014. Além do livro do mestre Li, também ganhamos o livro do mestre Tung, lançado em 2012, um dos grandes expoentes do Shuaijiao na China, que nos foi presenteado pelo mestre Ma.

Em nossos passeios por Beijing, não poderia faltar as visitas às livrarias. Nessas buscas por mais obras sobre o Shuaijiao encontramos mais dois livros novos que não conhecia. Um sobre o Shuaijiao das minorias étnicas, incluindo a mongol, publicado em 2015, e outro mais geral publicado em 2014 pela Universidade de Xian. O que pudemos perceber é que os estudos de Shuaijiao se encontram em grande intensidade, o que é uma ótima notícia para a modalidade.

Retornamos ao Brasil com a certeza de que mais um passo foi dado na direção da qualificação da prática do Shuaijiao, do estabelecimento de elos ainda mais forte com os mestres, professores e dirigentes da modalidade na China e com a concretização de amizades duradouras com os praticantes e apreciadores da modalidade. Também voltamos com a responsabilidade da continuidade do trabalho profissional que temos desenvolvido até o momento e da abertura à aqueles que desejem se aprofundar nessa prática, acreditando que ela ainda está na sua infância aqui no Brasil. Há muito a ser feito ainda para o fomento da modalidade no Brasil e para o seu desenvolvimento técnico, mas estamos engajados nessa jornada, principalmente que podemos contar com o apoio institucional da China e dos mestres Ma Jianguo e Li Baouru.