SISTEMA DE GRADUAÇÃO DO SHUAIJIAO NO BRASIL: ORGANIZAÇÃO, PROPOSTA E DESENVOLVIMENTO

Observando o resultado dos assuntos que mais despertaram interesse inicial, durante as primeiras semanas do Blog, o Sistema de Graduação foi o campeão disparado. Assim, como o objetivo do Blog é informar, de forma mais clara possível, escrevo esse post para apresentar esse tema, que vem causando polêmica. Então vamos lá.

Aprendi e me formei em Shuaijiao com o professor Roberto Baptista, por coincidência meu irmão de Shaolin Norte, pois somos alunos do Grão-Mestre Chan Kwok Wai. Com o professor Roberto aprendi o Baoding Shuaijiao, que ele aprendeu nos Estados Unidos da América com o Mestre John Wang, discípulo direto do Mestre Chang Dongsheng.CTSPhoto

O Mestre Chang Dongsheng implantou o Shuaijiao nos Estados Unidos da América durante o final da década de 1970 e início da década de 1980 através de diversos de seus alunos que estudaram com ele em Taiwan. Entre eles estava o Mestre John Wang. Nessa época Mestre Chang Dongsheng propôs um sistema de graduação a ser implantado em todas as escolas de seus alunos. Após a sua morte, cada um de seus professores assumiram diferentes caminhos e consequentemente concepções de graduação para as suas escolas.

Quando me formei a orientação para graduação preconizada pelo Mestre Wang, seguindo a proposta do Mestre Chang Dongsheng, era composta de cinco graduações antes da faixa preta e posteriormente outras graduações. A primeira graduação era o 5° jie, em sequência vinham o 4° jie, 3° jie, 2° jie e 1° jie. Após esse último vinha o 9° deng (faixa preta) ou professor. Assim, a organização era dividida em três cores de faixa. A primeira era a faixa branca (5° e 4° jie), a segunda a faixa azul (3°, 2° e 1° jie) e a terceira era a faixa preta (9° deng). Após essa graduação vinham outras. Outros Dengs.

Quando fui convidado pelo Mestre Nereu Graballos a fundar, organizar e assumir o Departamento de Shuaijiao da Confederação Brasileira de Kungfu Wushu (CBKW) em 2004, uma das minhas tarefas era organizar os conteúdos do Shuaijiao a ser ensinado e também um sistema de graduação que se aproximasse com a cultura ocidental, e que pudesse ser compreendida facilmente. Outra questão importante era que essa organização contemplasse uma progressão pedagógica para que o ensino e formação de novos professores fosse fácil.

Esse trabalho inicial partiu da organização utilizada pelo Mestre John Wang de 14 níveis de graduação, sendo 5 jies e 9 dengs. Entretanto havia a necessidade de dividir mais os conteúdos, pois eles se concentravam em poucos níveis e não permitiam uma progressão mais gradual. Assim, foram introduzidos três jies adicionais, formando 8 jies e 9 dengs.

Nessa organização de graduação foram formados 2 professores em 2005, um do Rio de Janeiro e outro da Argentina. Em 2006 foram formados 9 professores (9° Deng) em São Paulo. No ano seguinte foram 8 professores (9° Deng) em Minas Gerais e em 2011 foram 15 professores (9° Deng) no Ceará. Em São Paulo, Minas Gerais e Ceará, todos os professores formados participaram dos cursos de formação de professores da Confederação Brasileira de Kungfu Wushu, ministrados por mim.DSC01347

Após a minha decisão de me afastar da diretoria de Shuaijiao da CBKW, depois de sete anos de trabalho contínuo para o desenvolvimento institucional da modalidade, continuei a desenvolver o Shuaijiao através de cursos, seminários e viagens à China para aprimoramento técnico. A graduação desenvolvida para a CBKW na época da minha gestão continuou a ser utilizada por mim e por diversos professores que se formaram nos cursos ministrados sob a minha coordenação. Acreditando que esse é um trabalho de qualidade, baseado nos princípios pedagógicos que qualificam o aprendizado e o ensino, e que são os mais modernos do campo da educação física e da pedagogia do esporte.EXAME FORTALEZA 2011

Entendo também que esses sistemas de graduação visam a atender a uma demanda de países ocidentais predominantemente. Na China, em especial na escola que aprendo atualmente, não há sistema de graduação. Ou você é aluno ou professor. Mas para a lógica brasileira vejo esse sistema como um grande avanço para a divulgação do Shuaijiao. Existem outras escolas que possuem sistemas de graduação bem estruturado aqui no Ocidente. Um exemplo é a academia do Mestre Daniel Weng. O sistema dele também é uma adaptação do que foi preconizado pelo Mestre Chang Dongsheng, assim como o nosso.

Os professores e instrutores que fazem parte do time Shuaijiao Brasil seguem o sistema que foi organizado por mim, a partir do trabalho que desenvolvi em resposta a solicitação do Mestre Nereu Graballos, na época em que ele foi presidente da CBKW. Segue abaixo a demonstração gráfica do nosso sistema de graduação.

10654033_10204756332656578_659788066_n

Anúncios

Um pensamento sobre “SISTEMA DE GRADUAÇÃO DO SHUAIJIAO NO BRASIL: ORGANIZAÇÃO, PROPOSTA E DESENVOLVIMENTO

  1. Oi Mestre .!!! Meu nome é Emerson Obtropoulou !!!!Muito formosa o sistema graduação de grados nesta Arte!!!! Como eu posso me involucrar nesta arte marcial. Meu num 1132111393 Deixo-te un forte abraço

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s