O EFEITO PERVERSO DA FORMAÇÃO FAST FOOD NO SHUAIJIAO BRASILEIRO

Já tem algum tempo que não escrevo um post por aqui. Estou muito envolvido com o projeto da Confederação Brasileira de Shuaijiao (CBShuaijiao). Mas, nos últimos tempos tenho percebido um fato recorrente nos praticantes de Shuaijiao no Brasil que me instigou a escrever este aqui. A insegurança e as dúvidas sobre o conteúdo do Shuaijiao aprendido nos cursos de fim de semana no Brasil pelos “professores” formados nesses cursos.

Continuar lendo

FELIZ ANO DO GALO DE FOGO

galo

ANO DO GALO DE FOGO

De maneira geral o galo é destemido e vaidoso. Gosta de preservar seu território. O que lhe atribui um aspecto de confronto com aqueles que tentam adentrar seus domínios. O elemento Fogo lhe confere uma impulsividade mais exacerbada. Por esse motivo, esse é um ano em que decisões impensadas podem levar ao fracasso. Portanto, pense, planeje, pondere, antes de decidir e de agir.

Feliz ano do Galo de Fogo. Que sua vida seja plena de Saúde, Paz e Prosperidade.

CALENDÁRIO DE ATIVIDADES PARA 2017

logo shuaijiao pb-002

Sempre tentamos fazer nosso planejamento de forma antecipada, mantendo assim o nosso compromisso com a qualidade e organização. Para o ano de 2017 temos uma novidade. Divulgaremos também os eventos da Confederação Brasileira de Shuaijiao (CBSJ), entidade recém criada para organizar e divulgar o shuaijiao no Brasil. Temos certeza que essa iniciativa vai elevar muito a qualidade do shuaijiao brasileiro. Vejam os eventos e esperamos vocês lá. Continuar lendo

O SHUAIJIAO ASSUMINDO O SEU PROTAGONISMO NO BRASIL

 

capa-facebook-2

Desde de o ano de 2000 quando iniciei o trabalho com a arte marcial chinesa com o Mestre Nereu Graballos na Confederação Brasileira de Kungfu Wushu (CBKW), já conversávamos sobre o desenvolvimento de uma nova frente com o Shuaijiao no Brasil. Essa ideia ficou em vida latente até o ano de 2004 quando fundamos o Departamento de Shuaijiao da CBKW. A ideia era difundir o Shuaijiao no Brasil de forma organizada, visto que não havia muitos praticantes da modalidade em território nacional. Sendo mais específico, muito poucos mesmo tinham algum conhecimento concreto sobre essa modalidade. Se não eram alunos do Professor Roberto Batista ou do Professor Li Wing Kay, somente tinham a ideia sobre a modalidade a partir de vídeos na internet ou de ouvir falar. Continuar lendo

SHUAIJIAO TRADICIONAL VERSUS SHUAIJIAO ESPORTIVO: UM FACTÓIDE CRIADO NO BRASIL

Marcelo Moreira Antunes

img015-2

Capa do livro Bainien Jingjiao. Autobiografia do Mestre Li publicada em 2015.

Para começar a discutir o Shuaijiao no Brasil é necessário recuperar a memória de sua introdução e seu desenvolvimento por aqui. Iniciando-se durante a primeira metade da década de 1990, pelas mãos dos professores Roberto Batista e Li Wingkay, ambos pela linhagem do Mestre Chang Dongsheng, de Taiwan, via Estados Unidos da América (EUA). O Professor Roberto, também conhecido como Betão, aprendeu Baoding Shuaijiao com o mestre John Wang no Texas e o Professor Li Wingkay aprendeu Baoding Shuaijiao com o mestre Daniel Weng, também nos EUA. Ambos os mestres aprenderam com o Mestre Chang Dong Sheng em Taiwan, a partir do modelo de ensino e conteúdos que foram organizados para atender as demandas da academia de policia daquele país, após a queda da primeira república da China em 1949. Mestre Chang Dong Sheng era partidário do Kuomintang, e com a queda do regime de Chian Kai Shek, teve que fugir para Taiwan junto com alguns compatriotas. Continuar lendo

INQUIETAÇÕES DE UM ARTISTA MARCIAL: O CONCEITO DE LUTA DO MESTRE NEREU GRABALLOS (IN MEMORIAM)

Samuel Mendonça

www.brendanlai.com

com-nereu-2013

            Mestre Nereu Graballos[1] desenvolveu aguçada e eficiente compreensão sobre o conceito de luta. Mais do que um conceito, ele praticou a luta em sua vida, nas diversas dimensões que cada um possa imaginar, inclusive aquela que inclui um outro humano, o adversário, mas, para mim, seu maior adversário foi ele mesmo. Interlocutor para assuntos da vida, tive a honra de participar, na Central Kungfu/Wushu na cidade de Campinas, SP, do Prof. Enrique Ortega, de um curso de formação de instrutores de artes marciais. Convidado por ele para tratar de filosofia, aproveitei a oportunidade e anotei suas intervenções por ocasião do debate e apresento, de forma sintética, pressupostos do que nomeio “Inquietações de um artista marcial: o conceito de luta do Mestre Nereu Graballos (in memoriam)”. O que escrevo é de minha responsabilidade e, por certo, trata-se de uma interpretação e não de uma acepção de verdade sobre luta em torno de um dos maiores nomes do Brasil sobre o gongfu/wushu. Continuar lendo

O SHUAIJIAO E O AMBIENTE UNIVERSITÁRIO: LÓCUS PROPÍCIO PARA SEU DESENVOLVIMENTO

O ambiente acadêmico, aos poucos, vai acolhendo os estudos sobre as artes marciais, lutas e esportes de combate. Isso se deve ao grande crescimento desse fenômeno atual, as Lutas. Seja em número de praticantes, de estudos sobre o tema, ou ainda, o número de modalidades ofertadas, esse fenômeno se constitui como um dos mais crescentes na atualidade. Assim, os meios acadêmicos começam a olhar para ele com grande interesse. Por esse motivo, diversos eventos científicos são criados, além de novos grupos de pesquisa e publicações sobre o tema. Continuar lendo

AS RAÍZES DO SHUAIJIAO: UMA EXPERIÊNCIA NA MONGÓLIA INTERIOR

Conversando com um grande amigo, e colega de trabalho na universidade, sobre a viagem que fiz à China em 2016, um dos assuntos foi uma parte particular dessa viagem, a experiência na Mongólia Interior. Contei para ele o que foi essa experiência do ponto de vista da arte marcial, e especificamente do Shuaijiao, e ele falou uma frase que me marcou muito nesse diálogo: “Você fez uma viagem antropológica, como se no Brasil, alguém que estuda a capoeira, fosse aos recantos escondidos da Bahia para conhecer melhor a prática da Capoeira. Você foi às raízes do Shuaijiao. Treinou e viveu o Shuaijiao de Raiz”.

img_20160725_122111238

Continuar lendo